Cidades Destaque
Publicado em 06/07/2016 às 9:57 - Autor:

Funcionários públicos de Caiuá vão ficar três meses sem receber

caiuá

O Tribunal do Trabalho de Campinas fez nesta terça-feira, 5, o bloqueio de R$ 554 mil das contas do município de Caiuá. A decisão está baseada na falta de pagamento de parcelamentos de precatórios entre os anos de 2012 e 2015. Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais de Caiuá, o prefeito, Cícero Paulino Sobrinho fez o acordo, mas não realizou o pagamento de nenhuma parcela, levando o Tribunal a esta decisão.

Esta quantia compromete o pagamento dos próximos três meses do funcionalismo e agrava ainda mais os problemas de pagamento que prefeito caiuaense vem enfrentando com os servidores. A folha de pagamento de Caiuá tem 302 funcionários e montante de R$ 800 mil por mês. O Sindicato não conseguiu assegurar qual a quantia total dos precatórios, mas acredita que a mesma ultrapasse a R$ 1 milhão.

Além deste bloqueio, os funcionários do município estão sem receber as cestas básicas, um total de 17 meses em atraso. Segundo um dos sindicalistas, o valor das cestas para cada funcionário é de R$ 1.940,00, com demonstrativo de uma dívida de R$ 585 mil. Essa quantia somada ao que está sendo bloqueada pela Justiça do Trabalho, pode elevar a dívida com os servidores a mais de R$ 1 milhão.

O Sindicato dos Servidores, preocupado com a situação, preparou documento para enviar ao DEP – Departamento de Execução de Precatórios de Campinas, alertando aos juízes que a decisão pode acarretar o não pagamento de todos os funcionários municipais da cidade. Também deve se reunir com o prefeito nesta manhã de quarta-feira e realizar reunião à noite com os funcionários em geral. Se não houver um solução rápida para a situação, a direção do Sindicato proporá a realização de uma greve geral.

Comentários