Destaque Esportes
Publicado em 05/09/2016 às 11:38 - Autor:

Novo astro da Seleção, Tite divide atenções com Neymar em outdoor

titee

O roteiro parecia anunciado. Qualquer crítica ao trabalho de Dunga vinha acompanhada da dúvida: o que faltava para Tite ser o técnico da Brasil? Treinador com o melhor desempenho recente do futebol brasileiro, bicampeão brasileiro, campeão da Libertadores e do mundo com o Corinthians em apenas cinco anos, o gaúcho era quase uma unanimidade. E precisou de pouco tempo no cargo – menos de dois meses e um jogo oficial – para assumir o status de mais novo astro da Seleção.

Basta ver a campanha de divulgação da partida contra a Colômbia realizada pela Prefeitura de Manaus. Os outdoors espalhados pela cidade usam um das imagens dos três personagens da Seleção: o craque Neymar, a revelação Gabriel Jesus ou Tite. A escolha demonstra uma clara mudança de prestígio: utilizar a foto de Dunga para anunciar um jogo no Brasil seria algo impensado. O ex-treinador tinha alto índice de rejeição e era vaiado em quase todos os confrontos da Seleção em casa.

Os contatos com a torcida, aliás, também deixam claro o prestígio de Tite, pelo menos no início do trabalho. Na saída para os treinamentos, ele é o mais festejado do elenco ao lado de Neymar. No treino aberto na Arena da Amazônia, no último sábado, havia torcedor que preferisse uma foto ao lado do comandante do que com Neymar. Tanto que o próprio Tite admite: a expectativa sobre seu nome está acima do normal.

– Sim, mas é do jogo, da vida. Por outro lado, é bom porque as pessoas acreditam, nos passam carinho. Sabem que não é alguém que caiu do céu, que ele ralou muito para chegar, ganhou e perdeu muito. Tomara que eu tenha competência para chegar bem, mas sinto, sim, que é uma expectativa acima – disse ainda antes da estreia contra o Equador.

Entre os jogadores, o técnico também tem muito prestígio. Renato Augusto, que deu a volta por cima na carreira justamente no Corinthians de Tite e chegou à Seleção ainda com Dunga, resume bem o sentimento: vê um clima mais leve pelo jeitão coração do comandante.

– Por ele (Tite) ser esse cara coração, o clima naturalmente fica mais leve. Ele sempre me deu muita liberdade para fazer coisas extracampo, talvez isso tenha sido um empurrão para eu ter um entendimento tático, ele tem essa parcela de culpa na minha evolução. Com ele acho que atingi meu nível técnico, físico e tático ‘top’. Tenho um carinho especial, é um prazer estar com ele.

O Brasil volta a treinar na tarde desta segunda-feira na Arena da Amazônia, às 18h (de Brasília), em Manaus. A partida da próxima terça será às 21h45 (de Brasília), no mesmo estádio. Com 12 pontos, a Seleção ocupa a quinta posição nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Matéria e Foto: GloboEsporte.com

Comentários