Saúde
Publicado em 23/06/2016 às 10:09 - Autor:

Usuários do IAMSPE reclamam do atendimento junto à Santa Casa de Presidente Venceslau

santa_casa_venceslau

Servidores públicos estaduais vem reclamando do atendimento que é feito pelo IAMSPE junto a Santa Casa de Presidente Venceslau. A principal queixa é a lista de espera para procedimentos como exames ou consultas de especialidades.

“A gente paga R$ 169,48 mensais pelo plano de saúde e quando precisa de um ultrassom para o filho, se quiser só em 6 de janeiro de 2017. Caso contrário, tem que pagar à vista”, disse um reclamante.

Outro servidor disse que agendou consulta na clínica de cardiologia do hospital. após esperar várias semanas para a consulta, ficou sabendo que não seria possível ser atendido no dia agendado anteriormente.

A administração da Santa Casa informou que o teto máximo no atendimento do IAMSPE é de R$ 100 mil, no entanto a produção vinha ultrapassando valor bem acima, gerando um extra-teto.

Informa ainda que foi notificada recentemente pelo instituto que seria cortado o extra-teto, não se responsabilizando pelo pagamento do excedente.

Por essa razão, a Santa Casa decidiu seguir a risca o teto máximo para não ter que arcar com o prejuízo. Foi orientada pelo IAMSPE para que os usuários não atendidos recorram a hospitais que prestam o serviço.

A Santa Casa de Presidente Prudente, por exemplo, tem teto máximo de R$ 600 mil, mas a produção nunca é superior a R$ 300 mil.

Jornal Tribuna Livre

Comentários